Pinga Fogo 2017

Pinga Fogo 25/04/2017

E-mail Imprimir

Acompanhe abaixo os destaques dos discursos dos vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros da Reunião Ordinária deste terça-feira (25/04).

Daniel Dias (PCdoB) iniciou seu pronunciamento ao solicitar do executivo a realização de estudos para que o bairro Santo Amaro possa ser asfaltado, assim como diversas ruas do Grande Maracanã. O Vereador cobrou atenção à reforma trabalhista e convocou os trabalhadores para a greve geral do dia 28/04 na praça do Automóvel Clube.

Dr. Valdivino (PMDB) agradeceu o empenho dos Vereadores e da população com relação ao credenciamento do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro. A necessidade se dá, segundo o Vereador, devido a má qualidade dos atendimentos na cidade. “O hospital mantém mais de 200 leitos disponíveis com estrutura adequada ao atendimento, aguardando apenas o credenciamento” destaca o Parlamentar.

Ailton do Vilage (PHS) apresentou insatisfação com relação ao não pagamento dos motoristas do transporte escolar das comunidades rurais. O Vereador deu entrada em requerimento solicitando informações acerca do futuro dos conjuntos habitacionais, que se encontram em situação de descaso, sem unidades de saúde e educação.

Neia do Criança Feliz (PSDC) deu entrada em requerimento para que seja incluído no público-alvo da vacinação contra a gripe padres e pastores, além de solicitar da secretaria de saúde à vacinação dos produtores rurais que trabalham na Ceanorte contra febre amarela, tendo em vista que recentemente foram encontrados macacos mortos com o vírus na área rural da cidade.

Aldair Fagundes (PT) informou que a secretaria de fazenda pediu extensão do prazo para 15 dias para que possa ser repassado informações solicitadas pela CLI que investiga irregularidades no transporte municipal. O pedido foi atendido devido ao volume de dados a serem coletados e encaminhados. O Vereador apresentou resposta do secretário de educação com relação ao Pré-Enem municipal, segundo Aldair, o programa terá um novo formato com professores para assistência e formato digital.

O Vereador Pastor Elair (PMDB) informou que a ordem de serviço para instalação de semáforo na Av. Padre Chico foi assinada, além de destacar a atuação da operação tapa-buracos no bairro Santa Rita I e cobrar o retorno do vale-refeição dos funcionários da Esurb.

O Vereador Idelfonso Saúde (PMDB) destacou a execução das faixas elevadas na Av. Nossa Senhora de Fátima, além de cobrar da secretaria de saúde a limpeza das unidades de saúde, bem como a resolução de problemas relativos à falta de medicamentos, profissionais de fisioterapia, farmácias abertas apenas meio expediente, além de fornecimento de materiais, pois, dentistas estão pagando pela compra de materiais para uso clínico.

Raimundo do INSS (PP) destacou a situação de descaso em que se encontra as estradas rurais. O Vereador cobrou da secretaria de agricultura atenção as comunidades, especialmente a de Riachinho, além de melhorias na saúde.

O Vereador Cláudio Prates (PTB) destacou a visita do diretor da Copanor, que virá à Montes Claros para discutir a questão hídrica e o decreto nacional que permite a retirada de água do rio Jequitaí para Montes Claros, além de apresentar a entrada de três projetos de sua autoria, relativos à criação de uma ouvidoria municipal da Câmara, a regulamentação do trabalho voluntário e a criação da comissão de cultura e turismo.

Graça da Casa do Motor (PHS) informou que o vale-transporte dos moradores da zona rural será regularizado a partir do dia primeiro de maio. A Vereadora cobrou agilidade no processo de licitação para que as estradas rurais possam ser reformadas e finalizou ao agradecer a MCTrans pelo atendimento da solicitação referente a instalação de placas indicativas na zona rural, tendo-se iniciado ontem (24/04).

Valdecy Contador (PMN) cobrou a limpeza do bairro Alcides Rabelo, além da execução do programa Refis, que possibilita ao cidadão montesclarense o pagamento dos tributos atrasados com desconto. Segundo o Vereador, as guias não estão sendo emitidas, impossibilitando o pagamento mediante desconto.

Maria Helena Lopes (PPL) cobrou do executivo o estabelecimento de plano de execução de obras, e que, assim como na zona rural, possa ser instalado nas vias urbanas placas de identificação de ruas, sendo este um pedido constante dos mototáxis. A Vereadora finalizou convidando a população para a Audiência Pública que se realizará no dia 27/04 que discutirá a Gestão Plena da Saúde no Plenário da Câmara.

Wilton Dias (PHS) convidou a população a participar da Câmara Itinerante que ocorrerá na Escola Estadual Carlos Albuquerque no Maracanã. O Vereador cobrou respostas relativas à data base. “Queremos ver o servidor bem atendido e nada tem sido feito por essa valorização, é preciso trabalhar pela recomposição salarial” finaliza o Parlamentar.

Dr. Marlon (PTC) cobrou medidas relativas ao descaso em que se encontra o PSF do bairro Cidade Industrial. O Vereador cobrou seriedade com relação ao planejamento, “sendo este o momento da execução e não da realização de planos de ação. Esperamos que o município tome medidas com relação ao Hospital Alpheu de Quadros, em que os médicos continuam em greve, e sem condições de atendimento”, finaliza.

Edmilson Magalhães (PSDB) cobrou providências emergenciais com relação a iluminação pública. Segundo o Vereador, Montes Claros tem quase dois mil pontos às escuras, assim, “o patrimônio público está sendo depredado. A polícia e a guarda-civil não dá conta. É preciso executar, no mínimo, o contrato provisório, para que possa ser promovido o mínimo de segurança ao patrimônio público”, finaliza.

Junior Martins (PPS) cobrou medidas de segurança para a Vila Tiradentes, com relação a passagem pela linha férrea. O Vereador solicitou levantamentos para que se tenha dados acerca de obras inacabadas, além de cobrar urgência na execução da troca de lâmpadas queimadas.

Segundo o Vereador Ildeu Maia (PP), é uma vergonha a situação em que a zona rural se encontra e solicitou que o executivo use o decreto de emergência para executar a dispensa de licitação e realizar o trabalho de patrol e caminhão-pipa para atender as comunidades rurais.

Marcos Nem (PSD) cobrou melhorias com relação as estradas rurais. Segundo o Vereador, é preciso utilizar-se deste decreto para consertar as máquinas que estão paradas na oficina, e assim, agilizar a reforma das estradas rurais.

Leão (PSDC) informou que entrou com anteprojeto, e aguarda o envio do projeto por parte do Executivo, para que o Uber possa ser regularizado em Montes Claros. O Vereador esclareceu que agora, com a Lei Federal, a responsabilidade da regularização recaí sobre o município e reforçou a necessidade de empenho para a luta contra a reforma da previdência.

Sóter Magno (PP) informou que a castração dos animais de rua já está sendo executada e apresentou os custos para esta execução. Segundo o Vereador, caso Montes Claros tivesse um centro de castração, esse custo cairia para menos da metade do que é pago hoje, além de cobrar medidas com relação ao destino dos resíduos sólidos.

Valcir da Ademoc (PTB) apresentou requerimento para a realização de Audiência Pública para discutir a situação e receber um parecer acerca de obras como o Córrego Vargem Grande, o campo Canelas e o Centro Pop que se encontram paradas. O Vereador cobrou também agilidade com relação a entrega das fraldas, pois, “mesmo com o desconto oferecido pelas farmácias credenciadas, muitas pessoas ainda não conseguem comprar o necessário, e é preciso atendê-los” finaliza.

“O Parlamentar deve assumir sua posição perante a sociedade, deve cobrar, fiscalizar e denunciar. Mas, também deve oferecer soluções aos problemas enfrentados pela administração. Este é o momento de unir forças e ajudar a população e não atuar apenas com partidarismo” afirma o Vereador Rodrigo Cadeirante (Rede).

Oliveira Lega (PPS) iniciou seu pronunciamento ao promover uma reflexão sobre a atual política e o rumo do Brasil e de Montes Claros. “Se o município tem recursos para ser empregados, que seja feito de forma consciente”. O Vereador informou que o governo do estado contemplará com novas viaturas todos os destacamentos, assim, poderá promover maior segurança à população.


Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros


Pinga Fogo 18/04/2017

E-mail Imprimir

Acompanhe abaixo os destaques dos discursos dos vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros da Reunião Ordinária deste terça-feira (18/04).

Valdecy Contador (PMN) abriu seu pronunciamento ao parabenizar os Vereadores pela viagem a Brasília na última semana. Segundo o Vereador, a visita foi muito produtiva, pois além da participação na audiência pública que discutiu o retorno da construção da barragem de Jequitaí, foi pleiteada também a construção da barragem de Congonhas.

O Vereador Pastor Elair (PMDB) agradeceu a Esurb pela realização do serviço de tapa-buracos na rua próximo a Praça Joãozinho Dodô no bairro Santa Rita.

Dr. Valdivino (PMDB) mostrou-se indignado com a última entrevista do prefeito com relação aos garis. O Vereador destacou que os servidores públicos devem ser tratados com total seriedade e respeito, e quando se generaliza uma fala, se atinge a todos. “É preciso medir as palavras, para não ferir a índole dos trabalhadores honestos” e finalizou ao cobrar a finalização da UPA do Chiquinho Guimarães.

Junior Martins (PPS) destacou o início do recadastramento do SindCard, que será iniciado na próxima semana, e possibilitará a regularização do benefício que estava sendo usado indevidamente na cidade. O Vereador informou que, a pedido do prefeito, está sendo realizado a agilização no processo de regularização de lotes, e finalizou ao solicitar da população cuidado durante a compra de terrenos, pois muitos estão sendo vendidos sem a devida regulamentação.

Aldair Fagundes (PT) informou que será realizada a visita do representante do Instituto Estadual do Meio Ambiente à Montes Claros para que seja discutido a coleta seletiva. O Vereador destacou a importância deste debate e o compromisso dos Parlamentares na luta por uma Montes Claros mais limpa. Aldair finalizou ao enfatizar o proveito retirado da viagem à Brasília e apresentou temas que foram debatidos, como a regularização fundiária, emendas para a saúde e a situação da previdência municipal diante da terceirização.

Graça da Casa do Motor (PHS) deu entrada em requerimento para que o vale-transporte dos trabalhadores da zona rural possa ser retornado, além do ressarcimento dos meses não pagos. A Vereadora informou que o Programa Pró-Água já está sendo executado, e caso as associações não tenham recebido, é preciso verificar se não há pendências legais. Graça finalizou ao convidar a população para a Audiência Pública que será realizada nesta quinta-feira (20/04) para debater soluções e melhorias para a infraestrutura rural.

Neia do Criança Feliz (PSDC) apresentou um dos principais fatores que ainda impedem o funcionamento efetivo do INSS em Montes Claros. Segundo a Vereadora, os beneficiários não mantém recursos para a realização de consultas e exames, o que os obriga a procurar o Sistema Único de Saúde – SUS, que não os atende em tempo hábil. Neia solicitou do Executivo que fosse feito um estudo para viabilizar o atendimento prioritário a estas pessoas.

Maria Helena Lopes (PPL) cobrou sensibilidade do Executivo com relação as escolas municipais e solicitou reavaliação na contratação dos porteiros. “A vida humana é insubstituível, e esta questão é fundamental para a segurança dos alunos” afirma a Vereadora que finaliza ao apresentar sua posição favorável a construção da barragem de Congonhas.

Daniel Dias (PCdoB) abriu seu pronunciamento ao comentar sobre a produtividade da viagem a Brasília, e destacar a garantia de recursos para o Norte de Minas, com a destinação de meio milhão para a Codevasf, além da entrega de moção de voto contrário à reforma da previdência no gabinete da presidência da Câmara Federal. O Vereador finalizou ao apresentar Anteprojeto de Lei que visa a criação pelo Executivo Municipal do cargo de Professor de Apoio Especialista para que as pessoas com autismo possam ter seus direitos atendidos no âmbito escolar.

Wilton Dias (PHS) abriu seu pronunciamento ao afirmar que a administração é pautada por princípios de legalidade, sendo assim preciso que seja feito uma análise destes princípios e que os aprovados no último concurso público possam ser convocados. “Montes Claros precisa destes servidores. São 120 aprovados, é de fundamental importância que a lei seja cumprida” finaliza o Vereador.

Valcir da Ademoc (PTB) afirmou que o importante é que a questão hídrica de Montes Claros seja resolvida, pois, a importância da construção das barragens de Jequitaí e Congonhas é clara, porém, o foco deve estar em fazer com que este benefício possa sair do papel. Segundo o Vereador foi garantido a aprovação da audiência que irá debater sobre o Exame da CNH para pessoas portadoras de necessidades especiais. “É preciso fazer valer esta lei, para que possamos deslocar estas comissões para as cidades polo, assim, viabilizar conforto e agilidade na aquisição do benefício” finaliza Valcir.

Idelfonso Saúde (PMDB) destacou a produtividade da visita ao Ministério da Saúde, na qual a pasta colocou-se a disposição para contribuir com a viabilização do credenciamento do Hospital Mario Ribeiro. O Vereador finalizou ao cobrar da MCTrans a sinalização na Av. Nossa Senhora de Fátima, além da revitalização da Praça Joaquim Costa, esta que já se encontra com emenda disponível no município, aguardando apenas a execução.

Sóter Magno (PP) afirmou que defenderá a construção da barragem de Congonhas e Jequitaí, porém, destaca que a construção de Jequitaí se dá em outra realidade, além do alto investimento para a destinação da água para Montes Claros. Segundo o Vereador, a barragem de Congonhas será responsável pela resolução do problema hídrico que a cidade enfrenta, além de apresentar requerimento para que o tema “destinação dos resíduos sólidos” possa ser debatido em Audiência Pública.

Ildeu Maia (PP) mostrou-se preocupado com o não pagamento dos motoristas do transporte escolar, além de cobrar ação rápida com relação as estradas rurais, que estão praticamente interditadas. O Vereador finalizou ao destacar o mutirão de limpeza e higienização realizado em Hermidinha.

Ailton do Vilage (PHS) destacou a situação de descaso com as escolas e hospitais municipais, que estão sendo depredados e destacou a situação da escola do Grande Vilage, que foi arrombada na última semana. O Vereador solicitou que o Executivo tome previdências, pois os guardas municipais não dão conta de promover segurança a todas as escolas.

Edmilson Magalhães (PSDB) destacou a notícia que, segundo o Vereador, reforça as ações desta Casa com relação a visita a Brasília. Edmilson informou que a Defesa Civil Nacional aprovou ontem (17/04), documento que autoriza a Copasa a retirar imediatamente água do Rio Jequitaí para Montes Claros.

Dr. Marlon (PTC) abriu seu pronunciamento ao afirmar que as Emendas Parlamentares não estão sendo aplicadas no município devido a pendências no cadastro de inadimplentes – CADIN. Segundo o Vereador, o Ministro da Saúde sinalizou positivamente com relação ao credenciamento do Hospital Mario Ribeiro, do aumento do Teto MAC (Média e Alta Complexidade), além da aquisição de maquinário para o Hospital Dilson Godinho.

Marcos Nem (PSD) afirmou que não vê ações efetivas da Secretaria de Agricultura. “Conheço a competência do Secretário da Pasta, porém, é preciso que o Executivo forneça estrutura para que os funcionários possam trabalhar” e finalizou ao cobrar a reforma do Trevo da Real.

Leão (PSDC) cobrou melhorias relativas a limpeza urbana, instalação de faixas elevadas, além de placas de sinalização para os bairros Santo Antônio II, Alto da Boa Vista e Vila Sion. O Vereador finalizou ao declarar seu apoio a luta pela barragem de Congonhas.

Rodrigo Cadeirante (Rede) afirmou que é lamentável o que está acontecendo em Aparecida do Mundo Novo, em que a população está tendo que trabalhar para ter uma melhor qualidade de transporte nas estradas. O Vereador apresentou seu descontentamento com a situação em que o país enfrenta após a divulgação da lista de Fachin, que denuncia políticos envolvidos com a operação lava-jato, e finalizou ao afirmar que é preciso que os políticos usem sua voz para falar por aqueles que não tem acesso a esta representatividade.

Oliveira Lega (PPS) afirmou que, a viagem foi sim produtiva, porém, comentou sobre o requerimento aprovado em 21 de março, em que, segundo o Vereador, não se tinha agenda, até o dia desta aprovação. “Foi um ato de irresponsabilidade, pois não se tinha agenda. O custo desta viagem é altíssimo, e a presidência deve ser transparente quanto as atividades agendadas. Nós, Vereadores, não podemos admitir atitudes como esta, pois dá margem a autopromoção política” e finaliza “o que for bom para a Câmara, para a população será aprovado por mim. Eu não compareci a esta viagem, pois não concordei com a falta de transparência com relação a agenda” afirmou Lega.

Raimundo do INSS (PP) afirmou que os Vereadores estão fazendo, por muitas vezes, papel de representantes estaduais e federais. O Parlamentar destacou questões que precisam ser colocadas em prática. “É preciso que saia do papel a barragem de Congonhas, mas também precisamos cobrar o Hospital do Trauma, além da resolução de questões relativas a linha férrea, estrada da produção, etc”, finaliza Raimundo.


Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros


Pinga Fogo 04/04/2017

E-mail Imprimir

Acompanhe abaixo os destaques dos discursos dos vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros da Reunião Ordinária deste terça-feira (04/04).

Dr. Valdivino (PMDB) abriu seu pronunciamento ao destacar a adesão da população ao credenciamento do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro, que já comporta mais de 5 mil assinaturas por meio de abaixo-assinado. O Vereador cobrou do município melhorias relativas ao Mercado Municipal, em especial a situação do telhado, que devido a intensa exposição solar os produtos dos comerciais estão se desidratando, o que acarreta em prejuízo à população.

O Vereador Valcir da Ademoc (PTB) destacou a entrada de quatro projetos para apreciação, dois deles referentes ao transporte coletivo, abrangendo benefícios as pessoas com necessidades especiais, idosos e gestantes, além do Projeto de Lei que visa atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados às pessoas com autismo e o Projeto para a criação do dia municipal do operador de telemarketing e teleatendimento.

A Vereadora Neia do Criança Feliz (PSDC) apresentou demandas relativas ao descaso do INSS perante seus beneficiários em Montes Claros, dentre elas destacam-se a falta de perito para atendimento pré-agendado, má execução da perícia médica, além do não agendamento presencial na agência.

Soter Magno (PP) destacou a visita realizada na última quinta-feira (30/03) a Somai Nordeste, acompanhado da Promotora do Meio Ambiente, Dra. Aluísia Beraldo Ribeiro. Segundo o Vereador, a empresa mostrou-se empenhada para resolver em tempo hábil o problema relativo a infestação de moscas. O Parlamentar finalizou ao cobrar atuação dos correios nos conjuntos habitacionais de Montes Claros.

Graça da Casa do Motor (PHS) solicitou agilidade na normalização do processo licitatório municipal, tendo em vista a falta de merenda escolar e a situação do transporte rural. A Vereadora destacou que durante a viagem que será realizada na próxima semana, no dia 11/04, a Comissão de Agricultura estará em reunião com o Ministro da Pasta para solicitar antenas de telefonia móvel para a área rural.

Wilton Dias (PHS) solicitou o retorno do auxílio-transporte aos trabalhadores que moram na zona rural, além de cobrar do Executivo providências relativas a iluminação pública. Segundo o Vereador, a cidade não pode continuar no escuro.

Valdecy Contador (PMN) solicitou da MCTrans a devida fiscalização quanto ao uso irregular do transporte coletivo. Segundo o Vereador, mais de 1.700 pessoas utilizam de modo indevido o benefício, além de reforçar requerimentos relativos a processos licitatórios e transporte escolar.

Junior Martins (PPS) complementou a fala do Vereador Valdecy Contador ao afirmar que, estas pessoas, que fazem o uso indevido do transporte público está prejudicando não apenas o poder municipal, mas a própria população que é usuária do serviço. O Parlamentar afirmou que continuará na cobrança, mas que também irá fiscalizar.

Idelfonso Saúde (PMDB) cobrou melhorias quanto a situação da saúde municipal. Segundo o Vereador, a população não consegue nem ao menos realizar exames pelo Sistema Único de Saúde, além de apresentar o descaso com a população que está há meses na fila para agendar cirurgias. “Não estamos falando aqui de cirurgias eletivas, nem de catarata, estamos falando de procedimentos básicos” conclui o Parlamentar.

Cláudio Prates (PTB) apresentou cobranças relativas a falta de atuação dos correios nos conjuntos habitacionais de Montes Claros. Segundo o Vereador, o diretor-geral dos correios garantiu que tomará as devidas providências para a resolução do problema, além de destacar a viagem que será realizada pelos Parlamentares à Brasília com o objetivo de discutir temas de relevância para a população montesclarense.

Daniel Dias (PCdoB) cobrou o pagamento das rescisões dos servidores municipais, além de apresentar a necessidade da união das entidades que são contrárias a reforma da previdência, para que assim o movimento mantenha-se forte. Para o Vereador esta visita a Brasília ampliará a voz da população de Montes Claros que se posiciona contrária a esse desmonte previdenciário.

Edmilson Magalhães (PSDB) informou que as lâmpadas não estão sendo trocadas devido a falta de maquinário para instalação, não de lâmpadas como havia sido dito. O Vereador cobrou do Executivo à regulamentação do Refis, para que a população possa realizar o pagamento dos tributos municipais.

Ildeu Maia (PP) apresentou demandas relativas as comunidades rurais, além de agradecer a sensibilidade do prefeito na cessão de terreno para que a Codevasf não se transfira para Janaúba. Segundo o Vereador, é preciso que o processo licitatório funcione, pois a área rural de Montes Claros encontra-se com estradas em péssimas condições, além de falta de água de qualidade.

Marcos Nem (PSD) abriu seu pronunciamento ao cobrar melhorias com relação as estradas rurais, que segundo o Vereador estão intransitáveis. “Deve ser feito pelo menos o paliativo, principalmente nas estradas que são utilizadas pelo transporte escolar” afirmou o Parlamentar.

Aldair Fagundes (PT) apresentou a situação dos aterros sanitários em Montes Claros. Segundo o Vereador, Montes Claros gasta em torno de seiscentos mil reais por mês para manter o procedimento, além de cobrar mudanças com relação a destinação dos resídios sólidos na cidade, sendo para o Parlamentar a coleta seletiva a opção mais sustentável, além de gerar emprego e renda ao município.

Raimundo do INSS (PP) apresentou cobranças da população com relação as agências do Banco do Brasil que estão sendo fechadas em Montes Claros. O Vereador também cobrou o pagamento das rescisões dos servidores municipais contratados.

Leão (PSDC) apresentou seu posicionamento referente ao processo judicial que o envolve e destacou sua trajetória de trabalho perante a sociedade. Segundo o Vereador, será provado sua inocência diante dos fatos apresentados.

Ailton do Vilage (PHS) abriu seu pronunciamento ao afirmar que será parceiro desta administração, mas que também irá fiscalizar e reivindicar melhorias ao município. O Vereador apresentou a situação da Av. Rui de Albuquerque, próximo a UFMG, que segundo o Parlamentar encontra-se em péssimas condições, além de não ter estrutura para impedir que durante as chuvas a água inunde as casas dos moradores.

Dr. Marlon (PTC) informou que esta viagem à Brasília servirá, entre outras demandas, para discutir com o ministro da saúde questões como o teto da saúde, o retorno da gestão plena e o credenciamento do Hospital Dr. Mario Ribeiro. Segundo o Vereador, o município precisa entrar com a contrapartida com relação a verba destinada a saúde.

Rodrigo Cadeirante (Rede) apresentou cobranças relativas ao descaso com as comunidades rurais, que necessitam de reformas nas estradas, bem como também nas ruas principais, além de iluminação pública. O Vereador destacou que compreende o período que a administração passa, porém, é preciso que as coisas funcionem.

Segundo Oliveira Lega (PPS) é preciso que o município compreenda a situação dos servidores e realize o pagamento das rescisões. O Vereador destacou o trabalho do Vereador Leão perante a comunidade carente e cobrou ética na política para que representem de fato a população.

Maria Helena Lopes (PPL) cobrou atenção do Executivo com relação as escolas municipais. Segundo a Vereadora a segurança via sistema eletrônico é importante, porém, não substitui a necessidade dos porteiros. Maria Helena finalizou ao convidar a Comissão de Educação para que realizem visitas as escolas a fim de analisar questões como segurança, merenda, entre outras necessidades.


Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros


Pinga Fogo 28/03/2017

E-mail Imprimir

Acompanhe abaixo os destaques dos discursos dos vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros da Reunião Ordinária deste terça-feira (28/03).

Junior Martins (PPS) cobrou medidas de regulamentação de loteamentos que estão de forma irregular, o que impede que instalações básicas como água, esgoto e luz elétrica possam ser efetuadas. Segundo o Vereador, o Executivo está empenhado para que o problema possa ser resolvido em tempo hábil.

Wilton Dias (PHS) destacou a entrada do projeto que visa a extensão da licença maternidade das servidoras municipais de quatro para seis meses, além de entrar com requerimento para que a licença paternidade possa ser estendida de sete para vinte dias. O Vereador ressaltou o empenho dos Vereadores no projeto de criação da TV Câmara, o que possibilitará a população acompanhar em tempo real o trabalho dos Parlamentares.

Maria Helena Lopes (PPL) iniciou seu pronunciamento ao afirmar que o projeto de extensão de licença maternidade abrange não somente as mães, mas também pais biológicos e adotivos. A Vereadora cobrou que o Dia D de Combate à Dengue possa ser realizado não apenas em um dia, mas durante o mês, além da execução de limpeza em unidades de saúde.

Edmilson Magalhães (PSDB) afirmou que a administração está carente de uma equipe forte para agilizar o processo licitatório e cobrou a resolução de medidas emergenciais como aquisição de merenda escolar e maquinário para execução de obras. O Vereador apresentou a necessidade de visita a Órtese e Prótese – Centro de reabilitação da Prefeitura, para que possa ser averiguada a situação da unidade.

Neia do Criança Feliz (PSDC) apresentou demandas relativas ao Carmelo. Segundo a Vereadora, as ruas do bairro estão sem estruturas, sem rede de esgoto e pavimentação executada apenas em algumas partes do bairro e finalizou ao apresentar requerimento para que sejam concluídos os serviços de pavimentação em 23 ruas do bairro e drenagem nas vias críticas.

Dr. Marlon (PTC) enfatizou que é preciso que o debate de temas como a Gestão Plena não seja debatido de forma isolada, sem chamar os Parlamentares e a população para o debate. Segundo o Vereador, o Executivo não apresentou interesse no retorno da Gestão Plena, porém, “não aceitar este benefício é uma omissão de responsabilidade”, finaliza o Parlamentar.

Para o Vereador Raimundo do INSS (PP) é preciso que a população fique atenta, pois as medidas do governo federal em muito buscam retirar os direitos conquistados pelos brasileiros. O Parlamentar cobrou representação política, que os deputados votem pelo Norte de Minas de forma a beneficiar a parcela pobre da população.

O Vereador Leão (PSDC) cobrou melhorias relativas a limpeza de vias públicas, além de atenção dos deputados para que a região do Santo Antônio I e Vila Sion possam ser atendidas com academias ao ar livre, propiciando assim saúde e lazer aos moradores da região.

Graça da Casa do Motor (PHS) apresentou cobranças relativas ao andamento dos processos licitatórios. Segundo a Vereadora, todos as solicitações feitas, referentes a melhorias nas estradas rurais, aquisição de merenda escolar e a falta de remédios em PSFs, obtiveram a mesma resposta, aguardando setor de licitação.

Pastor Elair (PMDB) cobrou providências com relação ao descaso em que a Praça de Esportes se encontra. Segundo o Vereador, o espaço não tem funcionários de limpeza, guardas, nem tampouco porteiro. “É preciso que o Executivo tome medidas a fim de revitalizar o local e propiciar a comunidade esporte e lazer”, finaliza o Parlamentar.

Dr. Valdivino (PMDB) agradeceu a adesão que o credenciamento do Hospital Mario Ribeiro tem ganhado frente a população. O Vereador destacou a visita realizada ao Hospital Alpheu de Quadros, considerado de médio porte e apresenta uma situação de completo descaso, além de cobrar do Executivo a legalização de terrenos ilegais.

Ildeu Maia (PP) apresentou demandas das comunidades rurais como a falta de água e o não pagamento de contas das comunidades rurais. O Vereador destacou sua insatisfação diante do anúncio da Copasa com relação ao aumento nos dias de racionamento de água e cobrou medidas municipais para desenvolvimento de estruturas para atender a população neste quesito.

Valcir da Ademoc (PTB) enfatizou que a entrada de projeto se deu diante da necessidade das pessoas com deficiência parar fora do ponto de parada obrigatória. O Vereador entrou com requerimento para que seja realizada uma audiência na Assembleia com o objetivo de viabilizar benefícios a esta parcela da população.

Soter Magno (PP) apresentou demandas relativas ao Instituto Federal do Norte de Minas. Para o Vereador a instituição tem enorme responsabilidade social, assim, é preciso que os estudantes tenham segurança para estudar. Sóter cobrou que o discurso relativo a barragem de Congonhas possa se elevar, pois caso não ocorra esta obra, Montes Claros corre o risco de ficar sem o abastecimento de água.

Valdecy Contador (PMN) apresentou demandas da comunidade rural de Canoas, na qual a população cobrou melhorias das estradas rurais que estão cheias de buracos, além da falta de energia elétrica. Segundo o Vereador é preciso que o uso e adequação do solo seja revisto, a fim de ocorrer a legalização dos terrenos ilegais.

Aldair Fagundes (PT) apresentou proposta de criação de um sistema público de controle para que a população possa ter acesso à lista de agendamento de consulta, propiciando ao governo transparência e eficiência ao serviço de saúde. O Vereador solicitou que após testado, o projeto fosse encaminhado à Casa para que fosse legalizado.

Rodrigo Cadeirante (Rede) cobrou o pagamento de energia nas comunidades rurais, além de reforma nas estradas e ruas da comunidade de Aparecida do Mundo Novo. O Vereador apresentou indignação com a forma como os representantes federais estão aprovando projetos que prejudiquem a população como a reforma previdenciária, o projeto de terceirização e a lista fechada.

Segundo o Vereador Daniel Dias (PCdoB) não podemos fechar os olhos diante do retrocesso que o país enfrenta. O Parlamentar cobrou também agilidade no processo licitatório devido a falta de merenda escolar e iluminação pública.

Segundo o Vereador Oliveira Lega (PPS) assusta a percepção de que o crime ambiental gera lucro, assim, é preciso que a Casa esteja empenhada em fiscalizar as nascentes próximas a fábricas de reflorestamento, a fim de evitar o uso criminoso destas.

Idelfonso Saúde (PMDB) cobrou melhorias referentes ao Hospital Alpheu de Quadros, que não tem nem medicamentos básicos para atender a população. Segundo o Vereador desde 2015 não foi entregue pela Órtese e Prótese municipal, nem sequer uma cadeira de rodas, além da não realização de licitação.

Marcos Nem (PSD) cobrou que o Dia D fosse realizado nos bairros não atendidos neste sábado (25/03). Segundo o Vereador, os passeios estão repletos de entulhos e é preciso que esta ação possa ser realizada, propiciando assim a limpeza urbana.

Ailton do Vilage (PHS) se manifestou contra a reforma previdenciária e enfatizou que mesmo que muitos Vereadores não tenham curso superior, o engajamento na fiscalização do Executivo se faz frequente. O Parlamentar apresentou a necessidade de fiscalização relativo o funcionamento da folha de pagamento e contratação municipal.

O Vereador Cláudio Prates (PTB) abriu seu pronunciamento parabenizando a proposta do Vereador Soter (PP), para que os Vereadores possam estar indo à Brasília no dia 11 de Abril para audiência com o Ministro da Integração para que possa ser discutido a construção da barragem de congonhas, além de apresentar demandas relativas a saúde.

 

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros


Pinga Fogo 21/03/2017

E-mail Imprimir

PINGA-FOGO 21/03/2017

Acompanhe abaixo os destaques dos discursos dos vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros da Reunião Ordinária deste terça-feira (21/03).

Ao reforçar o papel do Legislativo em cobrar benefícios para a população, o Vereador Wilton Dias (PHS), agradeceu a implantação da linha de ônibus que fará a ligação entre o grande Maracanã e o grande Major Prates, além de reforçar o compromisso de lutar pelos direitos do servidor, para que estes possam ter melhores condições de trabalho.

Daniel Dias (PCdoB) apresentou demandas relativas à comunidade de Brejinho, em que as estradas rurais se encontram em péssimas condições, principalmente diante da necessidade de transporte escolar. Ao destacar a luta contra a reforma da previdência, o Vereador afirmou que “a população será altamente prejudicada se a reforma for aplicada da maneira que está em trâmite”.

Valdecy Contador (PMN) cobrou a instalação de semáforos na Rotatória do Alcides Rabelo e da Praça Itapetinga, a fim de facilitar a mobilidade urbana nas vias. O Vereador solicitou atenção ao modo em que se encontram os campos de futebol dos bairros da cidade. “É preciso que espaços como estes sejam revitalizados para promoção de esporte e lazer aos jovens e adultos” finaliza.

Aldair Fagundes (PT) destacou a visita realizada no Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira realizada pelos Vereadores última quinta-feira (16/03). Para o Vereador, o não credenciamento é um grande prejuízo à população, porém, se faz necessário a inclusão do pronto socorro no processo, para que possa estar assim desafogando os serviços de urgência e emergência no município.

Graça da Casa do Motor (PHS) cobrou melhorias nas estradas rurais e reforçou a necessidade de ação rápida ao destacar que existem comunidades em que as crianças não frequentam as aulas há quase dois meses. A Vereadora apresentou também a situação das escolas rurais, em que muitas delas estão sem receber o benefício da merenda.

Raimundo do INSS (PP) apresentou a situação do bairro Cintra e cobrou da secretaria de saúde esforços para a limpeza do referido bairro. O Vereador solicitou o trabalho com o carro fumacê, além de reforçar a necessidade de cuidados para que doenças como dengue, zica, chikungunya, entre outras não venham a assolar a população.

Sóter Magno (PP) reforçou o requerimento que solicita a construção do Centro de Castração Municipal, para que o pedido possa sair do papel. O Vereador destacou também a necessidade de debate sobre a situação da água em nosso município. “Estamos colocando em destaque três tipos de desenvolvimento insustentáveis que levaram a situação da água na qual encontramos hoje, são elas o desmatamento, silvicultura de eucalipto e a agropecuária intensiva” conclui.

Marcos Nem (PSD) apresentou a necessidade de reforma das estradas rurais e cobrou que a secretaria de agricultura pudesse se empenhar na agilização do processo, tendo em vista que as crianças de comunidades e distritos rurais não estão frequentando as escolas. O Vereador comentou acerca da visita realizada ao Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro e destacou o apoio da população e dos Vereadores na luta pelo credenciamento da unidade.

O Vereador Ildeu Maia (PP) abriu seu pronunciamento ao apresentar as demandas do distrito de Ermidinha, sendo elas a escassez de água, a péssima qualidade das estradas rurais, a falta de medicamentos e de profissionais de atendimento básico nos postos de saúde, além necessidade de transporte e merenda escolar.

Ailton do Vilage (PHS) cobrou atenção ao descaso com os vigias e alertou que “apenas os equipamentos eletrônicos, sem a presença física não resolve o problema da falta de segurança que as escolas enfrentam”. O Vereador finalizou ao enfatizar que é preciso que a população participe do processo político.

Segundo o Vereador Edmilson Magalhães (PSDB), o prefeito Humberto Souto, solicitou da pasta competente, informações para que fosse realizado o pagamento dos acertos e rescisões daqueles que recebem até quatro mil reais. O Parlamentar informou que foi constatado no projeto das escolas conveniadas, a falta da dotação orçamentária, assim, foi solicitado que sejam efetuadas as devidas correções para que possa ser votado.

Neia do Criança Feliz (PSDC) reforçou a necessidade de debater a reforma previdenciária e convocou a presença da população na Audiência Pública que visa discutir a situação de descaso em que se encontra o INSS. Segundo a Vereadora, os principais fatores que evidenciam esse descuido está na falta de informação, a falta de agendamento dentro da agência, além da perícia médica desumana e mal avaliada.

Dr. Valdivino (PMDB) destacou a mobilização por parte dos Vereadores e da população no apoio ao credenciamento do Hospital Dr. Mário Ribeiro. Segundo o Parlamentar, que está otimista acerca de uma resposta positiva à solicitação, o atendimento a saúde e educação devem ser realizados em caráter de urgência.

Cláudio Prates (PTB) destacou a inserção de emenda impositiva para a construção do Hospital Veterinário no Centro de Zoonozes e afirmou que é necessário agora apenas a vontade do município em atender a solicitação. Para o Vereador, quando se trata de saúde, em que as demandas são infinitas, não existe espaço para “politicagem”.

Maria Helena Lopes (PPL) abriu seu pronunciamento ao destacar a situação em que se encontra a Unidade Básica de Saúde do bairro Alterosa, que segundo a Parlamentar, tem sede construída e a prefeitura continua pagando aluguel. Para a Vereadora, este caso apenas reflete o descaso da administração passada com a saúde e cobrou atenção quanto à questão da segurança nas escolas, que estão sem vigias e porteiros.

Junior Martins (PPS) cobrou a participação popular no dia D de Combate à Dengue, ação de limpeza e conscientização que será neste sábado, em Montes Claros. O Vereador solicitou atenção para que a população não se deixe desviar do foco da reforma previdenciária.

Leão (PSDC) abriu seu discurso ao informar que as obras do CEMEI no Delfino Magalhães serão iniciadas em breve. O Vereador destacou também o trabalho do Executivo com relação a limpeza urbana, que aos poucos está sendo realizada.

Dr. Marlon (PTC) afirmou que a visita dos Vereadores ao Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro reforça o possível credenciamento da unidade. Segundo o Vereador, os prontos socorros municipais estão funcionando bem, o que precisamos é que o fluxo corra para as salas de cirurgias, e a unidade de saúde tem esse benefício a oferecer ao município, e conclui ao afirmar que os Vereadores não devem colocar empecilhos ao credenciamento.

Oliveira Lega (PPS) apresentou a situação da Avenida Hermelinda Sena, no bairro São Judas em que era utilizada como depósito de lixo, além de destacar a mobilização popular na manutenção da limpeza da Avenida. O Vereador finalizou sua fala ao cobrar do governo ações para diminuição da criminalidade e violência no trânsito.

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros


Pgina 1 de 2.