“E se a água acabar?” é o tema do IV Concurso de Crônica da Câmara Municipal

Escolas públicas de ensino fundamental e médio podem se inscrever até o dia 29 para o IV CONCURSO DE CRÔNICAS DA ESCOLA DO LEGISLATIVO da Câmara Municipal de Montes Claros. O tema de 2017 é “E se a água acabar?”.

Serão classificadas nove crônicas para premiação e homenagem: 3 (três) de cada categoria, ordenadas em 1°, 2º e 3º lugares, o que compreende: Categoria I: alunos de 6° e 7° anos do Ensino Fundamental; Categoria II: alunos de 8º e 9° anos do Ensino Fundamental; e Categoria III: alunos do 1º ao 3º anos do Ensino Médio.

Consta no regulamento que as escolas interessadas em se inscrever devem fazer uma pré-seleção interna das melhores crônicas das três categorias. Seguida essa “peneira”, a Escola do Legislativo realiza o julgamento das nove melhores do município.

Os trabalhos serão avaliados por uma comissão composta por um membro da sociedade, um da Câmara Municipal e um professor de português. Todos com formação superior.

A proposta faz parte dos projetos de Educação para a Cidadania da Escola e tem o objetivo de proporcionar a crianças e jovens, na faixa etária de 10 a 18 anos a oportunidade de desenvolver o pensamento crítico acerca de temas de interesse da sociedade. O aluno deve estar regularmente matriculado na escola que aderiu ao projeto. Os trabalhos deverão ser inéditos e a responsabilidade sobre a autoria será da escola, do professor e do aluno.

“Queremos também uma maior aproximação da comunidade com a Câmara e seus projetos. Nas edições passadas 500 alunos de 22 instituições participaram da disputa. Queremos provocar a reflexão da comunidade escolar para o principal problema da atualidade, que é a água. A ideia é que o participante faça texto narrativo curto criativo e sirva de sensibilidade para o uso correto dos recursos hídricos”, afirma Cristiane Alves, Coordenadora da Escola do Legislativo.

Criatividade

A educadora afirma que “a redação poderá ser enriquecida mediante enfoques históricos, geográficos, de direitos e deveres, do exercício político, de fortalecimento da cidadania e outros pertinentes, a serem trabalhados previamente sob a orientação dos professores”.

O vereador Cláudio Prates, presidente da Casa Legislativa, afirma que o tema é oportuno, uma vez que, o grave entrave do desenvolvimento de toda a região é água.

“E mobilizar a comunidade por meio da criança e adolescente, envolvendo a comunidade escolar, é uma estratégia fantástica, legítima, que certamente terá ótimos resultados. Queremos, além de chamar a atenção para o problema, incentivar e promover as artes literárias, além de estimular a leitura e a criação artística nas mais variadas formas de expressão, promovendo a difusão e a produção de conhecimento”, afirma o presidente.

Premiação

Os estudantes vencedores serão agraciados por uma Sessão Solene de “Homenagem e Premiação aos Melhores Cronistas do Ano” com diploma de  “Melhor Cronista do Ano” nas colocações 1º, 2º e 3º lugares em cada categoria.

Já venceram

As escolas que já venceram são: E.M. Bolívar de Andrade; EM Dr Crisantino Borém, E. E. Levi Durães Peres, E. E. Professora Helena Prates, E.M. Jair de Oliveira, E.M. Celestino Pereira Salgado, Colégio Tiradentes, E.M. Mestra Fininha e E.M. Dominguinhos Pereira.

Serviço

IV CONCURSO DE CRÔNICAS DA ESCOLA DO LEGISLATIVO

Tema: E se a água acabar?

Contato: 38-3690-5400/ 99136-8806 (TIM) 98834-4525 ( VIVO)