Infraestrutura Rural é tema de Audiência Pública

Infraestrutura Rural é tema de Audiência Pública ASCOM Câmara de Montes Claros

As alternativas, soluções e melhorias para a infraestrutura rural foram temas de debate na Câmara Municipal de Montes Claros. A reunião, de iniciativa da Vereadora Graça da Casa do Motor (PHS), tem como justificativa a discussão e proposição de melhorias com relação a atual situação de descaso com relação ao abastecimento de água, a qualidade das estradas, além de melhorias na saúde, educação e promoção de segurança.

A secretária de Saúde, Dulce Pimenta, afirmou que o serviço de saúde, não deve estar voltado apenas ao tratamento de doenças, mas sim, para a promoção de saúde. “Nossa estratégia para atingir este objetivo é fortalecer a atenção primária, assim, o próximo passo é a abertura de processo seletivo para a contratação de agentes de saúde para suprir a necessidade de profissionais”, finaliza.

Valdecir Lazaro Rosa, representante da secretaria de educação, informou que a merenda já está sendo entregue nas escolas e destacou a participação da agricultura familiar na manutenção deste benefício. “Quem manteve a distribuição destes alimentos, até que o processo licitatório pudesse ser regularizado, foram os produtores rurais”, assim, se faz de fundamental importância suprir as demandas apresentadas.

O Chefe de Planejamento da 11ª região de Polícia Militar, Major Valter Soares Silva, apresentou o trabalho executado pela PM na zona rural. Segundo o PM, com o recebimento de novas viaturas, o patrulhamento no meio rural poderá ser executado com qualidade.

Segundo o representante da secretaria de agricultura e abastecimento, Sérgio Peres, a situação das estradas estão precárias, mas, foram feitos levantamentos para que o problema possa ser resolvido em tempo hábil. “Nos próximos 15 dias as máquinas começarão a trabalhar nas estradas rurais, além da contratação de equipes para a execução das obras” finaliza.

Os Vereadores cobraram melhorias para o meio rural. Os Vereadores Ildeu Maia (PP) e Rodrigo Cadeirante (Rede) cobraram atenção com relação à saúde, as escolas e as estradas. “Tem situações que precisam ser resolvidas urgentemente, por exemplo, na comunidade de Hermidinha falta técnicos de enfermagem, por isso, a unidade de saúde está fechada” afirma Ildeu.

O Parlamentar Wilton Dias (PHS) afirmou que não é possível desejar a permanência do trabalhador na zona rural, se não for feito programas para garantir a atenção básica, a segurança pública e a valorização do trabalhador. “É de fundamental importância que a assistência à telefonia móvel possa estar disponível a população, pois aproxima o homem do campo ao meio urbano” finaliza. Para Sóter Mágno (PP), é preciso estabelecer programas e projetos para que este homem do campo possa ser valorizado na produção rural, para que assim, ele possa ter recursos para se firmar na propriedade rural e promover seu desenvolvimento.

Marcelo Dias, diretor do sindicato dos trabalhadores rurais e agricultor familiar, afirmou que “é triste ver que 60% do homem do campo sobrevive por meio da aposentadoria rural. Assim, é preciso  providenciar formas de sustentação para o homem do campo, e a abertura de poços artesianos se torna uma dessas soluções”.

Graça destacou que o meio rural necessita de atenção, de investimentos e que acredita que com essa nova gestão, a valorização do meio rural ocorrerá. “É preciso cobrar, mas é preciso também agir. A melhoria na condição de vida da população é o caminho para que a sobrevivência rural ocorra” finaliza.

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros