Caravana de Vereadores de Montes Claros busca recursos e obras de convivência com a seca

Caravana de Vereadores de Montes Claros busca recursos e obras de convivência com a seca Fotos: Alex Tuta / Hélio Machado

Caravana de vereadores de Montes Claros que esteve nessa segunda e terça-feira 10 e 11/04, em Brasília-DF, avaliou como positiva os encontros ocorridos na capital federal com deputados representantes do Norte de Minas no Congresso Nacional. Como saldo positivo ficou o compromisso do Governo Federal em resolver de imediato a falta de água para o abastecimento humano no município.

No primeiro momento os vereadores visitaram os deputados votados na região para pedir apoio aos projetos do município não só na área de recursos hídricos, como também na de saúde.

O principal encontro aconteceu na terça-feira com o secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, Mário Ribeiro, do secretário de Desenvolvimento Regional, Marlon Cambraia; da presidente da Codevasf,  Kênia Marcelino e representante da Sedec Nacional. No momento do encontro o ministro Helder Barbalho reunia com governadores para discutir questões relacionadas com a situação dos Estados, justificando sua ausência..

O encontro no Ministério contou com a presença do deputado Gil Pereira que fez explanação técnica em relação a situação hídrica no Norte de Minas e em especial a obra de construção da barragem de Jequitaí, sustentado pelos deputados Zé Silva, Raquel Muniz, Saraíva Felipe, Toninho Pinheiro e posteriormente o deputado Arlen Santiago.

Devido à urgência para resolver o problema da falta de água na região ficou definido com prioridade a construção da Barragem de Jequitaí, que deverá no seu projeto receber uma adutora para levar água até Montes Claros. Na prática a barragem de Congonhas ficou em segundo plano e o assunto sequer foi discutido. Uma das preocupações foi em relação ao cronograma. No momento estão sendo resolvidas as questões socioambiental, com a licitação da obra prevista para junho de 2018. A proposta e tentar antecipar o cronograma, já que a conclusão da obra é de 18 meses.

A forma encontrada para reinício imediato da obra foi buscar recursos da Defesa Civil Nacional dentro da situação de emergência já que existem recursos para tal e o processo não é burocrático. Uma das propostas apresentadas pelos deputados federais presentes foi o de defesa para o orçamento de 2018, uma emenda de bancada especificamente para a barragem.

O presidente da Câmara de Montes Claros, Cláudio Prates considerou o resultado positivo e entende que justamente a união da classe política e lideranças da região permitiu um avanço na busca de solução para falta de água no Norte de Minas e especificamente para Montes Claros.

Na próxima segunda-feira, técnicos do Ministério da Integração Nacional, da CEDEC, a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, voltam a se reunir com o presidente da Câmara, Cláudio Prates, o presidente da Amams, Zé Reis, superintendência da Codevasf no Norte de Minas, os deputado Gil Pereira e  Arlen Santiago e outros deputados que serão convidados para definição de um cronograma da retomada da obra. O secretário-executivo do Ministério, Mário Ribeiro, afirmou que esta mesma equipe deverá se reunir, provavelmente ainda na próxima semana com o Ministro Helder Barbalho para selar de vez todos os compromissos definidos nas reuniões técnicas.

PRESENÇAS

Além dos vereadores de Montes Claros Soter Magno, Júnior Martins, Marcos Nem, Graça da Casa do Motor, Ildeu Maia, Aldair Fagundes, Dr. Marlon, Wilton Dias, Ailton do Vilage, Valdeci Contador, Rodrigo Cadeirante, Dr. Valdivino, Idelfonso da Saúde, Mária Helena, Daniel Dias e Neia do Criança Feliz, estiveram presentes os deputados estaduais Gil Pereira e Arlen Santiago, os deputados federais Zé Silva, Raquel Muniz, Saraíva Felipe, Toninho Pinheiro, e o presidente da Amams, José dos Reis Nogueira; o superintendente da Codevasf, Rodrigo Rodrigues e técnicos ligados ao setor.

Reportagem: Aldeci Xavier