Projeto visa a economia de água

A Câmara Municipal de Montes aprovou em reunião ordinária realizada hoje (16/10), todas as propostas da Ordem do Dia – são quatro de iniciativa do Legislativo. Entre elas, a n°67/2018 que institui a obrigatoriedade de sistema de captação de água nos condomínios residenciais.

O projeto que é de autoria do Vereador Idelfonso Saúde (MDB) tem o objetivo de reduzir o consumo e evitar o desperdício de água – o sistema deverá ser apresentado nos projetos das construções. As águas captadas deverão ser utilizadas em atividades que não requeiram o uso de água potável, como rega de jardins, para lavar calçadas e estacionamentos, etc.

De iniciativa do Presidente da Casa, Vereador Cláudio Prates (PTB), a proposta n°92/2018 concede título Declaratório de Utilidade Pública Municipal ao Instituto Filhos da Luz. A instituição foi fundada em 2015 e tem caráter socioassistencial com sede no bairro Panorama. O intuito da instituição é promover a assistência social principalmente no combate as drogas.

O Título é destinado às instituições que prestam relevantes serviços para o município e tem como intuito, possibilitar essas entidades a pleitear financiamento público para suas atividades filantrópicas.

Os projetos n°85 e n°90 denomina nomes de ruas – o primeiro de autoria do Vereador Idelfonso Saúde, denomina a rua Moacir Rodrigues Torres conhecida como rua Interna, no bairro Nossa Senhora das Graças. Já o n°90 nomeia rua João José Pimenta no bairro Delfino Magalhães – a rua era chamada de “rua Um” - o projeto é do Vereador Raimundo do INSS (PDT).

 

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros