Vereadores reivindicam permanência de cartórios em comunidades rurais de Montes Claros

Ascom Câmara Municipal Montes Claros Ascom Câmara Municipal Montes Claros

Uma comitiva composta por nove vereadores da Câmara Municipal de Montes Claros vai se reunir, nesta quinta-feira (23), às 15h30, com o desembargador de Justiça de Minas Gerais, Dr. André Leite Praça, para reivindicar a volta dos cartórios civis das comunidades rurais de Santa Rosa de Lima, São Pedro das Garças e São João das Veredas; a determinação foi feita pelo Juíz Evandro Cangussu Melo.

Durante o encontro, o ofício constando as considerações será apresentado ao corregedor-geral. A iniciativa é do vereador Ildeu Maia. Ele, assim como os outros parlamentares, está indignado com a situação, visto que as famílias que residem nessas localidades serão prejudicadas.

“As pessoas vão ter que se deslocar até Montes Claros, gastando o que muitas vezes não tem. Pagando hospedagem e combustível. Além disso, tem os gastos com documentos. Não é justo, esperamos que o desembargador atenda nosso pedido”, diz.

Ildeu ainda lembra que há anos os cartórios funcionavam nas localidades e que a permanência não prejudica de nenhuma forma o orçamento público estadual.

O requerimento foi apresentado e assinado pelos vereadores em Reunião Ordinária realizada no dia 15 de maio.

Estarão presentes, em Belo Horizonte, além do proponente do Requerimento, Ildeu Maia (PP), o presidente da Câmara Municipal de Montes Claros Cláudio Prates (PTB) e os vereadores Idelfonso da saúde (MDB), Wilton Dias (PHS), Marcos Nem (PSD), Valcir Soares (PTB), Dr. Márlon (PTC), Maria Helena (PPL) e Rodrigo Cadeirante (REDE).

“Iniciativa importante que todo nosso apoio. Essa atitude certamente será revista pela Justiça. Como Presidente, sou solidário à causa e, juntos, vamos cobrar melhorias para Montes  Claros”, encerra Cláudio Prates (PTB).

Ascom Câmara Municipal de Montes Claros