Conselho de Administração Mineiro faz visita de mobilização na Câmara de Vereadores

Conselho de Administração Mineiro faz visita de mobilização na Câmara de Vereadores ASCOM Câmara Montes Claros

Representantes do Conselho Regional de Administração de Minas Gerais visitaram a Câmara Municipal de Montes Claros. Na ocasião, foi apresentado ao presidente da Casa Legislativa, Cláudio Prates (PTB), a necessidade e importância de um profissional graduado em administração na gestão pública. Outro ponto explanado foi a devida regulamentação junto ao Conselho da Classe.

O Presidente do CRA-MG, Antônio Eustáquio Barbosa e Vice-presidente de Relações Institucionais, Raul Alberto Marinuzzi, afirmaram que o desejo dele e do Conselho é fortalecer a profissão e a gestão como um todo.

“Há no Brasil, 1,5 milhão de profissionais. 50 mil estão em Minas. Precisamos de administradores na gestão pública. Apelidamos os prefeitos, por exemplo, de gestores. Mas eles são políticos. Devemos reforçar que eles tem a necessidade de contratar um profissional para gerir o Município e ele [o prefeito] que cuide da politica, que é a sua verdadeira área de atuação”, afirma Antônio.

O mercado

O representante da Seção Norte de Minas, Ramon Alves de Oliveira, disse que em Montes Claros são 17 cursos de administração. Sete deles presenciais, dois deles em escolas públicas, que são na Unimontes e UFMG. Segundo ele, 10% têm registro no Conselho. De 50 profissionais, somente dois deles fazem registros espontâneos.

“É insipiente, tanto no poder público quanto no privado. A Novo Nordisk, por exemplo, paga o registro para o profissional. Mas as outras empresas não fazem isso. Nós queremos disseminar a discussão sobre a regulamentação do profissional de administração uma vez que daqui um tempo, talvez um ano ou menos, a fiscalização do Conselho Federal será mais rigorosa com relação as empresas. Exemplo: Uma empresa que tem um profissional formado em administração e que não tem o registro em seu conselho, isso aplicará em multas. Por outro lado, empresas que  estão no mercado e não tem um profissional capacitado na área de gestão, será multado. O que queremos é que isso não aconteça, queremos que os profissionais que estejam formados e exercendo profissões na área busquem regulamentação como é em qualquer outro conselho, como o de medicina e outros", afirmou Ramon Alves de Oliveira, da seccional norte do CRA.

Cláudio Prates discorreu sobre os avanços na atual legislatura da Câmara. Reforçou sobre as inovações implantadas, como a criação das ouvidorias física e digital. Instrumentos de conectividade com a comunidade que tem encurtados fronteiras e melhorado a ação dos parlamentares.

“Temos consciência da importância do profissional. Valorizamos o administrador na gestão pública, que só colabora com o fortalecimento institucional, contribuindo para a eficiência nos processos administrativos. Sugiro ainda a realização de audiência pública e outros debates para disseminação do CRA, em Montes Claros. O nosso espaço está a disposição”, encerrou o presidente.