Projeto proposto pela Câmara visa ensino contínuo nas escolas sobre uso da água

Imagem Ilustrativa/ Fonte: Internet Imagem Ilustrativa/ Fonte: Internet

Um calor acima do previsto e chuvas que não caem. Além disso, o nível de água da maior parte dos reservatórios do país está baixo. Todos estes fatores somados resultam em uma concreta ameaça de racionamento e a necessidade mais que urgente de se economizar a água. Visando isso a Câmara Municipal de Montes Claros, por meio do vereador Daniel Dias (PCdoB) coloca o Projeto de Lei nº 92/2017 para ser apreciado e votado em breve. A proposta é de que as escolas do município trabalhem continuadamente o uso consciente da água.

“A ideia é que o tema seja discutido permanentemente nas unidades de ensino e não seja aborado apenas em épocas de crise como estamos vivendo. A cidade passa por uma crise hídrica devido a falta de investimentos e a falta de chuva. A seca é grande no Norte de Minas e precisamos mudar os nossos hábitos”, diz o vereador.

O projeto visa principalmente as crianças para que elas sejam educadas sobre o uso consciente da água e repassem o que aprenderem para toda a família.

“É importante ensinar isso para as crianças para que elas possam educar e reeducar toda a família. Precisamos que a sociedade esteja atenta sobre o tema e mais que isso participe”, é o que deseja o vereador.

O próximo passo do PL é ser avaliado pelas comissões da Câmara, que se aprovado passará o projeto para a Mesa Diretora, que marcará uma data para que ele seja votado.

“Caso seja aprovado cada escola poderá escolher a melhor maneira para que o tema seja trabalhado, se será capacitando funcionários para que repassem aos alunos, se terá uma parceria com órgãos públicos ou outra maneira, mas a Câmara estará disponível para auxiliar nesta tarefa tão importante”, garante Daniel Dias.

Estado de calamidade hídrica

No último dia 19 de outubro a Prefeitura Municipal de Montes Claros decretou que o município está passando uma calamidade hídrica. De acordo com a administração, o decreto levou em consideração o longo período de estiagem de Montes Claros tem enfrentado, o desabastecimento de água, a diminuição da vazão nos mananciais e na Barragem de Juramento.

 

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros