Pessoa com autismo terá atendimento prioritário

Os dois projetos do legislativo foram aprovados em regime de urgência, em reunião ordinária de hoje (31/10) da Câmara Municipal de Montes Claros. A primeira proposta (n°84/2017) de autoria do Vereador Idelfonso Saúde (PMDB) e dispõe sobre a orientação de professores ao ministrar medicamentos dos alunos dentro do horário letivo.

De acordo com a matéria, fica obrigatório, pais ou responsáveis por crianças ou adolescentes matriculados nas instituições de ensino da rede pública e privada, a apresentar cópia de receituário de medicamentos a serem ministrados pelos professores no horário letivo.

O segundo projeto (n°85/2017), do Vereador Valcir da Ademoc (PTB), insere placas de atendimento prioritário o símbolo mundial do autismo. Assim como existe atendimento diferenciado para idosos, pessoas deficientes e gestantes, dentro dos estabelecimentos públicos e privados de Montes Claros, pessoas com o Transtorno Espectro Autista também deverão ter o serviço prioritário.

 

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Montes Claros